Domingo 14 Agosto 2022

Em 8 de abril de 1959, fabricantes de computadores, estudantes de universidades, representantes do governo e usuários, formaram uma entidade a CODASYL (Conference on Data Systems Language), no centro de computação da Universidade da Pensilvânia, o principal objetivo era a criação de uma linguagem de programação comercial, objetivando uma maior facilidade de comunicação entre computadores e homens, já que na época as linguagens de programação era praticamente código de máquinas.

A reunião presidida por Charles A. Phillips foi realizada no Pentágono em maio de 1959, ficou definido a criação de três comissões: de curto, médio e longo alcance (a última nunca foi realmente formada). Foi o Comitê de Curto Prazo, presidido por Joseph Wegstein do National Bureau of Standards que durante os meses seguintes criou uma descrição da primeira versão do COBOL. A decisão de usar o nome "COBOL" foi feita em uma reunião do comitê realizada em 18 de setembro de 1959. As especificações eram em grande parte inspiradas na linguagem de programação FLOW-MATIC inventada pela Grace Hopper - referida como "a mãe da línguagem COBOL." O subcomitê completou as especificações para o COBOL em dezembro de 1959.

Em 1961, surgiu o COBOL (COmmon Business Oriented Language), que é uma linguagem voltada para a linguagem humana(linguagem de alto nível).

A partir de de 1968 foi criada a primeira versão que foi chamada de ANSI, pois foi aprovada pela American National Standard Institute.

O COBOL For MVS & VM (versão mais recente do COBOL IBM) foi projetado de acordo com as especificações do padrão da instituição ANSI (American National Standards Institute – Instituto Nacional Americano de Padronizações) de 1985.

Alguns tipos de COBOL: 
COBOL ANSI-74, COBOL 68, COBOL 74, COBOL 80, COBOL ANSI 85, COBOL CODASYL, VISUAL COBOL.

 

Assista o vídeo!