Quarta, Dezembro 13, 2017

Exibição de valores em uma tela ou em um arquivo (DISPLAY)

 

Você pode exibir o valor de um item de dados em uma tela ou escrevê-lo para um arquivo usando o EXIBIÇÃO comunicado.

Display "No entry for surname '" Customer-Name "' found in the file.".

No exemplo acima, se o conteúdo do item de dados cliente-Name é JOHNSON, então a declaração exibe a seguinte mensagem no dispositivo de saída lógica do sistema:

No entry for surname 'JOHNSON' found in the file.

Para gravar dados para um destino que não seja o dispositivo de saída lógica do sistema, utilize o UPON frase com um destino diferente do SYSOUT . Por exemplo, a seguinte declaração grava o arquivo especificado no SYSPUNCH DD declaração:

Display "Hello" upon syspunch.

Você pode especificar um arquivo no HFS usando a SYSPUNCH DD comunicado. Por exemplo, a seguinte definição faz com VISUALIZAÇÃO saída seja gravada no arquivo / u / UserID /cobol/demo.lst:

//SYSPUNCH DD PATH='/u/userid/cobol/demo.lst',
// PATHOPTS=(OWRONLY,OCREAT,OTRUNC),PATHMODE=SIRWXU,
// FILEDATA=TEXT

A instrução a seguir grava no log ou console de trabalho e na tela TSO se você estiver executando em TSO:

Display "Hello" upon console.

Quando você exibir o valor de uma UTILIZAÇÃO NACIONAL item de dados para o console, que é convertido de Unicode (UTF-16) representação para EBCDIC com base no valor do CODEPAGE opção. Este é o único caso em que a conversão dos dados nacionais é feito quando você usa o EXIBIÇÃO comunicado. A conversão é feita neste caso porque a saída é conhecida por ser direcionada para uma tela.

Para ter um item de dados nacional ser convertidos quando você saída directa para um dispositivo diferente, use o DISPLAY-DOS função intrínseca, como no exemplo a seguir:

01 Data-in-Unicode pic N(10) usage national.
. . .
    Display function Display-of(Data-in-Unicode, 00037)

 

A Historia do cobol

A Historia do cobol

COBOL significa Common Business Oriented Language, isto é, Linguagem Comum Orientada para o Comércio. O Cobol é um subconjunto de palavras da língua inglesa, ou seja, um número limitado de palavras inglesas sujeita a uma sintaxe própria. É uma linguagem que lida com problemas comerciais, envolvendo arquivos de dados de apreciáveis proporções (Seqüências/Vsam/Banco de dados DB2).   História: Criado por um comitê de investigadores de várias instituições civis e governamentais durante o segundo semestre de 1959. As especificações eram em grande parte inspiradas na linguagem de programação FLOW-MATIC inventada pela Grace Hopper - referida como "a mãe da língua COBOL." Em 8 de abril de...

Vagas

Em breve estaremos divulgando vagas de COBOL/CICS/DB2

Camisetas

IDENTIFICATION DIVISION

IDENTIFICATION DIVISION: Possui informações documentais, como nome do programa, quem o codificou e quando essa codificação foi realizada.    PROGRAM-ID nome do programa. (Obrigatório) AUTHOR nome do desenvolvedor. (Obrigatório) INSTALLATION nome da empresa ou local de geração do...

ENVIRONMENT DIVISION

ENVIRONMENT DIVISION: é a segunda divisão de um programa COBOL. Descreve o computador e os periféricos que serão utilizados pelo programa, fazendo ligação com o ambiente operacional onde o programa...

DATA DIVISION

DATA DIVISION: É a terceira divisão de um programa COBOL, descreve os arquivos de entrada e saída que serão usadas pelo programa. Também define as áreas de trabalho e constantes...

PROCEDURE DIVISION

PROCEDURE DIVISION: Contém o código que irá manipular os dados descritos na DATA DIVISION. É nesta divisão que o desenvolvedor descreverá a lógica do programa. Consiste em instruções executáveis ​​usando...

Comandos